logo

  • Entrada
  • Blog
  • Lealdade familiar : a fidelidade em psicogenealogia

Lealdade familiar : a fidelidade em psicogenealogia

Lealdade familiar

Fidelidade ou lealdade familiar ?

Na realidade, em função da corrente psicogenealógica, é possível usar as duas terminologias: fidelidade ou lealdade familiar. De fato, elas reunem uma mesma ideia, um mesmo conceito, inspirado na terapia sistêmica, analisando o vínculo entre duas pessoas ou entre uma pessoa e um grupo. Graças a esta análise, é possível evidenciar o lado voluntário ou sofrido deste vínculo. Porém, para que este vínculo seja aceito ou vivido sob « castigo », convém poder se liberar para não ter mais que pagar preço e principalmente, para não ter que carregar este fardo (as vezes muito pesado e com consequências dramáticas) para as gerações futuras. Visto que, a lealdade familiar pode efetivamente ser transmitida de geração em geração.

 

Exemplo de lealdade familiar

Para exemplificar esta ideia, vamos colocar um exemplo de lealdade familiar muito claro e fácil de compreender. Vamos imaginar uma família na qual um dos antepassados é obrigado a se casar, não por amor, mas por interesse financeiro. É o que chamamos de um casamento racional ou então, fazer um « bom casamento ». Levando em conta os interesse em jogo, é sob coação que o casamento acontece para evitar o risco de ficar sem a herança, é com esta obrigação e a pressão dos familiares, que ocorre a união dos filhos, visando o bem das duas famílias, como eles mesmo fizeram anteriormente. Este casamento forçado gera infelicidade para este casal por toda vida e deixará na nova geração a imagem de infelicidade no amor conjugal. A mensagem deixada é clara : o amor não tem nada a ver com casamento, pior, associar amor e casamento dá medo. Logo, para ser leal com a sua família e para evitar o medo, é conveniente casar-se por interesse colocando o amor de lado. É justamente o que vai fazer e refazer os descendentes deste casal rico, porém, infeliz, gravando esta filosofia de vida na história da árvore familiar.

Graças a psicogenealogia é possível colocar em evidência esta lealdade familiar, e principalmente, encontrar ações simbólicas permitindo romper o « feitiço » para melhor se liberar e não contaminar as futuras gerações.

 

 

Formar-se na psicogenealogia

A formação em psicogenealogia passa inicialmente por um desenvolvimento pessoal permitindo ao estudante trabalhar sobre sua própria história (e principalmente na base da lealdade familiar). Este trabalho pessoal é importante para melhor orientar os outros e serve de base ao estudo teórico do método que se desenvolve desde os anos 1990.

A formação que propomos para você ocorre 100 % a distância, grande parte on line na nossa plataforma e-learning Agoracadémie e outra parte, por Skype ou presencial, sob direção da nossa intrutora.

 

Imprimir Email

Os cookies nos permitem oferecer melhor nossos serviços. Ao utilizar nosso site, você permite o uso de cookies.
Mais informações Ok